SAD THEORY

BIOGRAFIA:

Sad Theory é uma banda de Death Metal formada em Curitiba-PR em 1998. Em sua encarnação inicial, que durou 10 anos, a banda contava com Claudio “Guga” Rovel nos vocais, Juan Viacava e Alysson Irala nas guitarras, Carlos Machado no baixo e Alison Schlichting (que substituiu Gabriel Molinari em 2002) na bateria. Nesse período a banda gravou uma demo e quatro full-lenghts: “The Lady & The Torch” (2002), “A Madrigal of Sorrow” (2004), “Biomechanical” (2006) e “Descrítica Patológica” (2008). Desde o começo a banda já se diferenciava pela sonoridade atípica e pelo zelo maior pelo conteúdo lírico, pouco comum no Heavy Metal nacional. Em 2008, divergências entre os membros fizeram com que a banda se desfizesse, o que acabou postergando o lançamento oficial do “Descrítica Patológica” em 4 anos. O lançamento se deu em 2012, ainda com a banda em hiato.

Então, em 2014, Guga e Alysson Irala decidiram retomar as composições e, com a ajuda de Daniel Franco na parte lírica, lançaram “Vérmina Audioclastia Póstuma” (2015). O álbum foi produzido e lançado de modo totalmente independente, e também foi o primeiro a ter uma temática totalmente conceitual. Ele conta a história de um protagonista que adoece, indo desde sua saúde perfeita até a morte. Para indicar o seu estado de saúde, a banda fez uso da Escala de Karnofsky, utilizada em Medicina para estimar o grau de funcionalidade do paciente enfermo.

Após o lançamento do “Vérmina Audioclastia Póstuma”, a banda passou a se preparar para retomar as apresentações ao vivo. Para isso Daniel Franco foi efetivado como baixista, e recrutou-se Wenttor Collete e Jefferson Verdani como guitarrista e baterista, respectivamente. A volta aos palcos se deu em dezembro de 2016.

Já com a formação completa, a banda passou a trabalhar no próximo lançamento. O resultado foi “Entropia Humana Final” (2017). O álbum representa o ápice da banda em termos de musicalidade, composição e produção sonora. Liricamente, as músicas tratam de morticínios ocorridos no século XX sob os auspícios do nazismo alemão, do comunismo soviético e do imperialismo americano. Cada letra está relacionada a um evento histórico real. Neste álbum a banda também homenageou os pioneiros do Infernal com um cover da música “Before My Turn, Agonizing”.

No início de 2019 a banda lançou, dentre as principais plataformas digitais, seu primeiro álbum ao vivo, intitulado “Audioclastia Humana”, gravado no festival Maniacs Metal Meeting 2018, que mostra toda a energia e brutalidade do grupo nos palcos, enquanto seguem trabalhando em seu sétimo trabalho de estúdio, “Léxico Reflexivo Umbral”, previsto também para o primeiro semestre de 2019. O trabalho já está em processo de gravação e terá toda a sua temática baseada na série antológica britânica “Black Mirror”.

FORMAÇÃO:

Claudio "Guga" Rovel: Vocal
Alysson Irala: Guitarra
Wenttor Collete: Guitarra
Daniel Franco: Baixo
Jefferson Verdani: Bateria

LINKS RELACIONADOS:

|Facebook|YouTube|Bandcamp|Contato|

 Foto Promocional COM LOGO Lo-Res (.JPG)
 Foto Promocional 1 Hi-Res (.JPG)
 Logo da Banda Hi-Res (.PNG)

 
(Material completo da banda especial para IMPRENSA, clique no link e solicite.)

 
(Material completo da banda especial para PRODUTORES, clique no link e solicite.)


(Material completo para PÚBLICO EM GERAL, contendo a discografia em ordem cronológica, seus reviews, entrevistas, matérias especiais, prints ou fotos de revistas. ARQUIVO LEVE em PDF).


(Material disponível no site da Sangue Frio Records. Clique e compre agora.)


Agenda

 

Contatos para shows:
(46) 98838-7204 (WhatsApp)
[email protected] 
[email protected]